segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Trecho do Livro de Poesias - Non Dvcor, Dvco!

Para saber da linha reta,
Pergunte para o circulo quantas retas o faz.




Se eu te pego eu como
Se te como eu cuspo
Sai correndo sai
vai correndo vai!!!!



As vezes imagino a poesia
Escrevo a alegria,
Ou a tristeza se necessário
Mais não sei o que é alegria
Pois a tristeza é minha companhia.
Sou louco
Sou abstrato
Sou sonhador
Também sou dadaísta
Assim passo o tempo...
Não sou feliz
Não sou triste
Não sei o que sou,
Acho que sou...
Não! Os poetas são amantes
Eu sou errante
Trilho os caminhos mais longos
Pois assim chegarei mais distante
Que só poucos conhecem
Sou isso, sou um...



War não me assusta
O que assusta é a guerra.




Maquinas de homens espelho
Narcisos e fúteis
Que vivem em um mundo com muros invisíveis
Suas cabeças são duras
Como a bigorna que molda o bisturi que lhes faz
O passado do passado de répteis
Gigantes são moldados
Exuberância falsa
Corpo feito
Corpo igual
Mais há o que lhes difere
Não é o seu cheiro
Não é sua roupa nem sua ignorância
E sim o seu pé!





Regressar ao velho tempo
Andar de qualquer jeito
Não ter para onde ir
Brincadeira de criança
Vida mole
Esperança
Jogo de bola
Na mesma ciranda
Não tem hora para dormir
Abro os olhos
E não esqueço
Como é bom o velho tempo!








Um poeta faz arte
Não é um santo milagreiro
Um artista a parte
O consolo do namoradeiro
Um poeta dita a dor
O santo ampara o velho
Um artista do amor
Faz de si o espelho
Pobre pecador
Divino mensageiro
Vive a ladear
Surge um curandeiro
Canto para o ar o dom do santo poeta salvador.
O amor é o ar do amante, abrigo da solidão, luz na escuridão
Traz alegria ao coração
Um sentimento, uma emoção
O amor perpetua na alma do feliz
Surge como uma mentira para a meretriz
Satisfaz o cão perdido
É tarefa do cupido.

Trabalhos.

Apresentação do selo de musica independente Chronique Records.


Chronique Records - Selo fonográfico dedicado a musica independente, a sua divulgação e produção.
O conceito chronique é levar a arte do Vale do Paraíba para o mundo assim como trazer artistas de todas as partes do Brasil e do mundo para nossa região.
Sou um jovem com muitos sonhos e muita vontade de promover a arte, proponho o selo para os artistas interessados em divulgar o seu som e seu conceito.
O que fazemos:
O Selo CHRONIQUE RECORDS é dedicado ao publico independente fazemos com que o publico conheça as musica dos artistas que fazem parte do catalogo de artistas através do CD do Selo (coletânea), distribuição de flyers e pela Internet.
Esse é o nosso objetivo divulgar a arte.
Tripulantes da nave chronique,
fiquem a vontade para postarem seus links com comunidades, mp3, paginas, fotologs etc...
Para ter o seu material apreciado pela Chronique e colocado em nosso site, enviem seus materiais (cd, release e fotos) para:
E-mailchroniquerecords@hotmail.com
Site: myspace.com/chroniquerec
Tel de contato: 55 12 81312216







Projeto de constituição de ACINP – Associação de Cultura Independente de Pindamonhangaba, projeto para divulgação artística.
Projeto de divulgação da cultura independente


CONCEITO
A chamada cultura independente é, todo meio e artístico que não está voltado para a grande massa, são artistas que expõem esporadicamente os seus trabalhos, mas nunca deixando de lado a sua excelência criativa.
O cenário artístico é composto por varias formas de expressão desde literatura vinculada através de fanzines (pequenos encartes com poesias contos e criticas), artes plásticas onde encontramos o designer, stencil e grafite, e a musica representada por bandas que tem o seu inicio sempre nos festivais de musica independente. O cenário musical provenientes desses nichos intelectuais, se projeta como formadores de opinião, influenciando o pensamento crítico e até mesmo o estilo de vida adotado pelo segmento na juventude
A cena independente, é também conhecida como alternativa ou underground, palavra que significa subsolo, sua conotação sugere algo abaixo, organização secreta, não exposta a maioria.
cenário musical provenientes desses nichos intelectuais, se projeta como formadores de opinião, influenciando o pensamento crítico e até mesmo o estilo de vida adotado pelo segmento na juventude.
PUBLICO CATIVO X PUBLICO ALVO
O público que compõe a cultura alternativa é cativo e demonstra discernimento ao selecionar com propriedade o conjunto empático desse meio. A fidelização desse público com as expressões artísticas independentes prova que essa cultura promove a criatividade, o raciocínio e a até mesmo o engajamento social. Sendo assim, os artistas independentes têm o sustento, simplesmente do material que vendem ou expõem, e boa parte desses artistas, enxerga nessa cultura um trabalho secundário onde suas aspirações artísticas são tratadas como hobby, mas um hobby sério e profissional.
Nessas atividades podem ser encontradas as mais diversas modalidades de expressões artísticas, desde simples trabalhos manuais até a mais complexa composição musical. Diante disso, vislumbra-se um grande potencial de público, identificado pelas mais diferentes faixas etárias, mas, principalmente jovens.
OBJETIVO
Tem-se como principal objetivo a divulgação da arte independente, visando a sua projeção regional, observando o potencial artístico e social como forma de integração da população.Ajudando no Fortalecimento do cenário artístico independente que tem lutado por mais espaço e obtendo grande resultado, com isso divulgando e realizando eventos.
O PROJETO - DESENVOLVIMENTO.
A idéia inicial deste projeto é promover a parceria de empresas privadas que estejam diretamente interessadas na divulgação e promoção de seus produtos e/ou serviços, entre o selo independente Chronique, que administrará e representará o coletivo artístico, a ser divulgado, com o tema ¨Pindamonhangaba¨.
O desenvolvimento das atividades será de responsabilidade da Chronique, sob o apoio da Prefeitura Municipal, Empresas Privadas ou pessoas, que poderão ceder espaço físico, instalações, equipamentos e/ou recursos financeiros à realização do evento final que será a exposição de fotos, stencil, painéis e apresentação musical.
O MÉTODO
O curador do projeto ficará responsável pela seleção de artistas assim como as suas obras, correspondendo com a proposta do tema que é ¨Pindamonhangaba – Arte na Villa¨.
O DIFERENCIAL - POR QUE APOIAR?
Entende-se como diferencial à realização desse projeto, o fato de nenhuma cidade do interior paulista ter um programa ou projeto similar que esteja voltado a um público seletivo e idealizador.Dando visibilidade as empresas apoiadoras, mostrando o seu lado social agregado com a cultural e sociedade.
O que pode levar o município a consolidar sua imagem como multiplicador e incentivador cultural, o que já se observa nos tradicionais festivais de teatro realizados anualmente e nas iniciativas somente voltadas à massa popular, o que pode ser desmistificado pelo publico alvo desse projeto.
A prefeitura levará cultura para sua cidade, as empresas divulgarão as suas marcas, os artistas seus trabalhos.
AS MODALIDADES ARTÍSTICAS E SUAS MANIFESTAÇÕES
A cultura independente abrange um universo artístico repleto de inovações, marcado pela criatividade, pelas expressões ousadas de seus artistas, pelo humor, ironia e pelo bom gosto de seus admiradores.
Inicialmente as modalidades artísticas exploradas nesse projeto de forma que uma se relacione diretamente com a outra, são:
- Música - Design - Stencil - Literatura.
A Música
Na cultura independente as músicas geralmente apresentam letras de cunho sentimental e proseiam com a vida corriqueira, promovendo uma agradável mistura de estilos, muitas bandas em suas diferentes manifestações vão do samba-rock, indie-rock, ou até mesmo do pulp-rock ao folck-rock, com muita irreverência e criatividade.
A cultura independente conta ainda com o chamado “sound system”, movimento que surgiu na Jamaica, e é formado por produtores que levavam os seus equipamentos e discos a pequenos eventos, tocando musicas de vários artistas independentes.
O Design
O conceito do designer é somar a arte visual criada nos computadores com a forma impressa através de pôster ou banner, evidenciando a manifestação criativa.
O Stencil
É a arte de pintar com uma forma recortada ou molde, formando um desenho ou imagem, pode ser um desenho feito à mão ou por computador e geralmente aplicada a camisetas , artigos de vestuário, muros e paredes “decoração de ruas”.
A Literatura
Figura o seu papel fundamental na cultura independente, pois é nela que são formadas e discutidas as relações interpessoais, a literatura é um veiculo intelectual de expressão artística e formadora de opiniões. Agrega os valores da criatividade, do esforço, da união, e do bom gosto.
(editorial, e uma parte da revista, contendo, dica de livro, lançamento de álbum, dica de musicas, lutiheria e capa.)





Editorial Revista CHR –

Bem vindos, sou Bruno Pupio editor e responsável pela Revista CHRONIQUE, tenho o prazer de convidá-lo a embarcar no prazer e na pesquisa lúdica que é a arte. O nosso objetivo é divulgar todos os meios artísticos dando visibilidade aos artistas regionais, pelos meios : Musica, Literatura, Fotografia, Stencil e Design.
A iniciativa da revista é incomodar a ignorância e a mesmice dando lugar a criatividade e atitude, pois a dependência rotineira da sociedade para os meios artísticos tem que sofrer uma ruptura urgente, pois televisão e governo, não são os melhores amigos da criatividade, uni-vos contra a dependência artista fraca e pálida e criemos o novo.
Convoco todos os ¨espíritos livres¨ para apreciar o nosso material e caso queira contribuir para o seu conteúdo mande o seu material, ele será apreciado e alocado conforme o tema.
Desejo com a Revista CHRONIQUE fomentar a arte em nossa região, ou ao menos provocar artistas e leitores para uma agradável apreciação de nossas páginas, sem mais agradeço.
Boa Leitura.
Bruno Pupio Cesar diretor-editor




DICA DE LIVRO

O velho sem vergonha:
Hollywood – Charles Bukowski ,1989.
A primeira publicação de Hollywood foi em 1990, livro do segmento pocket, o que facilita para você levar em qualquer lugar, ou melhor ainda colocar no bolso e não tirar. Bukowski um dos escritores mais influentes, contraditórios e escatológicos da literatura americana. Começou a escrever depois de velho quando descobriu que escrever gerava dinheiro assim podendo obter mulheres e bebida os seus dois principais ingredientes para escrever e viver, bem conceituado e ¨cult¨ Bukowski surgiu como escritor no cenário underground levando todo o seu espírito inquieto e provocador as prateleiras de todo o mundo.A vida desse grande escritor que nasceu na Alemanha e foi criança para os Estados Unidos é marcada por muitas historias envolvendo sexo, brigas e bebedeiras. Nesse romance encontramos o velho e cru Chinaski(seu alter-ego) um velho que assim como Bukowski começou a escrever tarde e teve um certo reconhecimento na cidade de Hollywood, o seu gênero agressivo e irônico mostra o momento em que é chamado para escrever um roteiro cinematográfico para um filme de baixo orçamento, Chinaski aceita fazer por 20.000 dólares, ai começa a sua aventura regada a álcool no mundo do cinema, suas passagens pelos sets de filmagens, idas e vindas atrás de capital em estúdios de cinema. Sempre dialogando com sua mulher e o produtor que o contrata.
Hollywood foi escrito em uma experiência que Bukowski teve ao fazer o argumento do filme Barfly(onde ele narra a história de um escritor que ganha um bom dinheiro para escrever um roteiro para o cinema).
Trecho do Livro:
¨Seja como for, eu tomava vinho com ela. A atmosfera era bastante agradável. Aí o telefone tocou.
Atendi.
__Sim...
__Aqui é Jon Pinchot.
__Que é que você quer:
__Quero que você escreva um argumento cinematográfico para mim.
__O, cara, vai te fuder.¨



Sucesso nos festivais independentes lança:
Móveis Coloniais de Acaju vem com tudo com o seu segundo álbum (Álbum: C_mpl_te, Selo: Trama), o grupo que tem grande aceitação do público em festivais independentes, que foi o grande sucesso da banda em suas apresentações cheias de energia e cumplicidade com o público prova que o novo trabalho gravado nos estúdios da Trama em São Paulo promete mais sonoridade pela evolução técnica dos músicos. As musicas do Álbum: C_mpl_te foram feitas em conjunto, as letras foram feitas por todos os integrantes dando mais identidade nas faixas que seguem a linha energética dos shows, essa é uma peça fundamental do novo trabalho colocar a energia dos palcos no Cd, que é produzido por Carlos Eduardo Miranda que após assumir a produção mandou vários Cds de Ska e punk para os músicos ouvirem, é o espírito do punk rock com nove músicos para fazer as 12 faixas do novo álbum.O álbum já pode ser apreciado desde o mês de março, é ouvir e conferir, vale a pena ouvir também pelo myspace.com da banda.
myspace.com/moveiscoloniaisdeacaju




Ouvindo...

The Mars Volta: The Bedlam in Goliath.
Mistura de sons e instrumentos fazem da psicodélica do The Mars Volta a vanguarda, vale a pena ouvir o solo de bateria e saxofone na faixa Wax Simulacra.
Gigante Animal:XAÊRA.
Banda de São Paulo fez turnê recente no nordeste, mistura a leveza da musica popular com letras bem elaboradas e arranjos suaves, Ouça: sujeito oculto.
Tim Maia: Racional Vol. I, II.
Valioso álbum do rei do soul brasileiro, aqui Tim mostra toda a sua potência como compositor e cantor, pelo seu breve período na cultura racional, álbum fundamental da cultura musical.
Ouça: Ela Partiu.




MANTENHA O SEU INSTRUMENTO SEMPRE NOVO.

Como fazer óleo para hidratar escala.
Primeiro passo: Esprema meio limão em um copo e adicione, em igual quantidade, óleo de cozinha e álcool isopropílico.
Segundo passo: aplique essa solução nas escalas do seu instrumento com um pano limpo de preferência de flanela.
Essa combinação caseira atua na limpeza e na hidratação.O álcool isopropílico, além de limpar, não deixar a escala úmida por ser extremamente volátil, o álcool também abre os poros da madeira para que ela receba melhor a limpeza do suco do limão e a hidratação do óleo.

Trabalhos