segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Neologismo Dual

Partindo para a causa
Sou puro efeito
Incomodado pela situação
Não sei ouvir sem pensar
Quem sabe é minha vocação?
Evito o sermão
Digo não
Nunca são
Sou coração
Codinome locão
Adoro azaração
E um chá do bão
Ei João
Leva falcão
Monta uma canção
Para unir uma nação
No tempo de escuridão
Passo á passo
Para o vôo dar
É tudo no compasso
Ensaiado
Que faço
A manifestação
A única forma de mudar
É unir irmão com irmão
É não ter vergonha de falar
De coisas boas, de informação
Quem pré concebe
Não sabe se é certo
Pois o fato mata o rato
O conceito só é formado através de..
Idéias parecidas
E simulações
Simulacro a realidade
Simulacremos o mundo também
A revolução só começa
Quando o caldo esquenta
Já criei minha sentença
Ser o doido a ir à forca
Fazer tolices jocosas
E espalhar o intento
Marchemos convictos e sem sobrenomes
Pois temos em nossas formas
O reflexo de homens espaciais
É a bandeira da paz
Na terra dos homens mestiços quase bestiais

terça-feira, 9 de novembro de 2010

FREE TONINho

Entre nessa.Uma causa nobre um jovem pindamonhangabense foi preso injustamente, por que eu te pergunto, simplesmente por tentar chegar perto de seu ídolo, dito ídolo ator americano de filmes C (de cagada), coitado, ele comprou a camiseta falsa em aparecida assim como a sua carteira com o escudo da republica, se você pensar bem ele colocou dinheiro na economia local isso mostra que ele e gente como a gente (sem trocadilhos) , um pinda como todos orgulhamos ser, alguns menos, outros mais.Por isso convido você para entrar nessa campanha para a libertação de um filho da princesinha do norte. Campanha FREE TONINHO, entre nessa e ajude um pinda a sair de trás das grades!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

donde?

estoy en San Pablo - SP - Terra Brazilis de Tupiniquins e Sganzerla de Pivas e Avenidas de rumos e vomitos jocosos como dois cometas bestiais do amanha celeste de minhalma abandonada partida em mil rumos de uma jornada domesticada pela paixao insana e imbecil dos cogumelos austrais corredor de bolhas aspirais anelares e singulares aos ares desse pulmao quase seco de matar a vontade

terça-feira, 26 de outubro de 2010

CENA II - I ATO

Começando pelo começo
Calado pela culpa
Insultando a ira de DOM DOM
De deus-dará
Vivo avante
Vulto atrás
Quando preciso
Conto ate três e vou confiante
Por mais um mês
Lendo o mantra do burguês
Discurso no cume da babel
Esplanada de concreto
Pairam de gênios a marginais
Vendo a mesmice nos jornais
Monto o meu leito
Ora no parapeito
Ora no monumento
Me aprumo de algum jeito
Palco da civilização
Porta da união
Porta da solidão
Conquistas são labirintos não oficias
Cartas jogadas nos anais
Armadas do gueto, guetista
Contramão narcisista
Bem vindo a são Paulo
Terra do trabalhador
Terra do salário
Contrario
Contato contratado contando coisas com calma clara e ciente
Sinagoga da expressão
Meca do querer
O choque e cultural
Da realidade brutal
Quase espanta ego astral
Deve ser o motivo da persistência material
Thanks god or Oxalá
Don’t stop the Brisa, oia la’
Se acaba nois avisa
Pois todas as drogas que quero passam pela anvisa
Insista repita apita a fita, toca guita sinistra imita solista altruísta besta excita festa após a cesta funesta meta treta quieta, protesta asceta nesta terra, sai La comedia vá Creta e enfrenta careta nesta cátedra , bela vida minha.

Da experimentação passando pela própria vida.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

poema rua 1

muitos mentiram mas mergulhei odisseia de orgulho oculto oxigena alma andante ante ao arauto pedinte promiscuo potente pretente propagar contente canções de casar, sonha sempre sereno ser eterno emanará em estados de graça e gratidão que garantirá glória luz, luz, mais luz luto por uma no fim do tunel de tormentas tenebrozas, dividirá o divino ditado dominical "participe povo, perante ao pobre!" humano honesto humilde e harmonioso, individuo integro isola-se indgnado, visionário vulgar vendo vagas de balas banindo bandidos bostas, zerão zilhões de zé povinho á zumbi, xiiiiiiiiiiii xequemate do xavante xiita ultra utopia de união ultrasonica favela e fazenda fazedor e favorecido realidaderapida ritimada radia jargões em jogos jocosos joguetes quase queimam a quimera do querer navegante nu que nunca nasceu.

letra

Individual, a tua vontade é ser o astro principal
achas vulgar o sonho entre amigos
o mundo é de outra cor
ou melhor ulticolor
espectros sentimentais
disipam nas mentes emoçôes
conduzidas para o coração vazio
chora solo
bem calado
se a felicidade é programada
para chegar lá
será por de baixo da escada
e nenhuma escada é feita sozinha
o mercado estipulou a felicidade
ela vem em capsulas
em doses diarias
te mataram de cancer
mas pelo menos você será legal
um cult
super social
estado paradoxal
onde o certo é ser imbecil
e o imbecil acha que faz certo
podem me chamar de idiota mas faço minhas escolhas

olhe a sua frente!
e diga consciente!
o que te faz feliz:
o que te faz feliz
o que te faz feliz

apanhado

Um apanhado de várias coisas, assim posso definir o que sou. O sincretismo concedido pelas minhas afirmações, nada mais é do que minhas experiencias e estudos, a busca pela espiritualidade nada mais é doque o auto-conhecimento do eu materia o qual representa a obra de evolução: o pensamento, educação, inteligencia e afeto, a sincronia baseia-se na harmonia destes fatores humanos.O espirito luta contra todas as dificuldades impostas pela matéria tornando ela mais densa.
O ato de rezar é uma forma de voltar a sincronia cosmica para obter o tempo astral e estabilizar a frequencia magnetica, essa, fundamental no processo de auto-conhecimento e evolução.

Aviso

Atenção senhores pasageiros
convido amigos de coração e verdadeiros
para uma viagem especial e astral
jogue o seu ego no bueiro
para partir basta ser sincero
e querer fazer parte desse coletivo
se é dinheiro que te importa
por favor dirija-se a proxima porta
se fores um julgador do superficial
te quero bem longe, no umbral
não pague pau
e saiba usar o cerebro
melodia bonita
ser companheiro nessa alegria
alegria é vida
a vigem o vivier
se queres partir nessa
é bem simples
basta ser amigo
e querer o bem do outro
mesmo qu eo outro não seja assim contigo.

terça-feira, 8 de junho de 2010

.

A labuta da puta
É convencer o velho que ele é o primeiro
Uma bela mulher é traiçoeira
O homem sua presa
E é mentira dizer
Que o amor é belo
E piegas demodê.
O amor é o ar do amante, abrigo da solidão, luz na escuridão
Traz alegria ao coração
Um sentimento uma emoção
O amor perpetua na alma do feliz
Surge como uma mentira para a meretriz
Satisfaz o cão perdido
É tarefa do cupido.

.

Você é uma mentira
Em consignação do meu dinheiro
O teu sexo falso
Você nasceu num pardieiro
Ao seu lado não dou mais nenhum passo
Mentira é teu nome
Falsa é tua palavra
Garota mentira me diga a direção
As final da estrada a perdição
Um abismo profundo
Onde cai o enganado oriundo
Diga que só foram três
E que pelo menos me amou uma vez
Garota ambição
Sabes que sobrou o meu coração
E agora dirigindo esqueci a direção.


Garotas pessimistas choram lá fora
Péssimos atos:
Dar sem vontade
Sorrir com maldade
E se vestir como uma deidade
Só lhes falta humildade
Se pergunto sobre algo
Me tratam com desdém
Não vá por ai moça
Quando o seu velório chegar
Só vou espiar do canto do muro
O teu tumulo solitário
Sem flores, festa ou dinheiro
Daí saberemos quem é o otário.

..

Seja paciente
Não ouça o fundo da censura
Espere um pouco
E acenda a vela
Das trevas a luz
Esta no destaque do jornal
Partirá da caverna para uma planície ao luar
Não quero o seu dinheiro para ir ao woodstock
Minha culpa é minha prece
Não tem stop
O chá ta acesso é pra entende
Que eu to cantando para não esquece

Cuidado
Cuidado
Hoje eu to por cima
Vou jogar o dado

Não acho certo
Abusar do errado
Quero você perto
Com o seu jeito safado

Ser o Moisés das tuas pernas
O convés do teu coração
O partido do eleito
A rima do repente
Conduzir o teu gozo
Ter da tua lucidez o que não tive com a loucura.

Lei das S.As

Comissão de valores imobiliários
Tansitam n aseção
Sem pagação
Essa não é a ultima versão
Se segura meu irmão
Emissão de certificados
Resgate, conversão
Tudo na mesa do patrão
Cheque-mate uma vez
A bolsa caiu foi fluidez
A minha companhia faliu
E eu abri o mês passado
O sistema de distribuição é falho
Sinto que o banco aqui se fudeu
A cédula pignoratícia de debêntures caiu na privada
Bem no meio da cagada
Agora to devendo de levada
A minha solução é montar uma armada
Sai pela tangente
Isso é coisa de emergente
Por onde vai o preto da minha tinta
Meu papel por ordem endossável
Minha dose de companhia
Amigo Médice
Especulador em pranto.
Estranhos pensamentos tem esperança!
Como uma criança sinistra
Transforma atitudes
Muda uma civilização
Estranhos pensamentos tem esperança!
Evaporam almas
Mais sobram ruínas
Desertifica o pulmão
Muda-se correntes
De mão em mão
Pequenos pensamentos
Tornam-se grande pensamento!

Eu quero em excesso

Eu quero em excesso
numa dose bem cheia
matar em um gole
o mundo inteiro

quero mulheres
quero dinheiro
usar minhas drogas
viciar por inteiro

não quero pedágio
nem tua censura
pois tua opinião
não me torna verdadeiro

quero tudo
e você quase nada
no meu estatuto
não existe mancada

jogarme contra o muro
viver da minha maneira
e não viver burro
ter na vista a cegueira

LEgal idealizo

Atitude, conciso
utopico, mas quase perto
fico parado pensando
se tenho o direito de viver
tenho a plena consciencia para escolher
se quero chapa
se que fala
se quero amar
mas o bom que a vida é minha
sou eu que escolho
discutimos nossas leis
artigo 1 inciso 3
continuo fumando sem vocês
Caralho presidente o povo t amorrendo
enchendo o cú de cachaça
essa birita é do capeta
ta na boca do povo que nem chupeta
Espero mais um pouco
para vê se isso muda
tortura do escroto
hipocrisia que afunda
Acenda o seu chá
e bota pra fuma
o back ta bolado
todos sabem da verdade
é mais claro que um estandarte
a brisa da coragem
falar que fuma, camaradagem

terça-feira, 1 de junho de 2010

Minto muito quando falo d emim
espero que você não seja assim
pois quero muito te conhecer
então me dê ao menos o minuto
que eu tenho um mundo pra falar
gosto das mesmas coisas que você
paz, amor e um bem querer
espere a noite aparecer
que o encanto vai trazer
luz e alegria para o meu bem querer
são tantas coisas boas que desejo pra você
como abelha da razão
que suga o nectar da emoção
desejo e fascinação
é o que tenho por ti
muita coisa boa pra te fazer sorri
gosto das mesmas coisas que você
paz, amor e um bem querer
espere a noite aparecer
que o encanto vai trazer
luz e alegria para o meu bem querer
são tantas coisas boas que desejo pra você

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Sua inteligência irradia por mil léguas, para mil éguas!
É dificil você me enganar
percepção maluca
olhos na nuca
Sorrir atento ao perigo
e esconder nas preces pelo inimigo
Alarme
melar
moral
oral remo
maré
mar mero
ralo
rola lero
ralé rola
rolê

quarta-feira, 7 de abril de 2010

amor é verdade?

Amor, amor de verdade é aquele calmo e sem alarde, que não pede nada, dá e entrega.
Amor de verdade não aparece, existe.
Amor que não arde, inflama.
Amor de verdade não persiste, vive.
Amor de verdade é honesto e democrático, surge em sonhos ou a primeira vista.
Amor de verdade não volta para trás, anda a passos largos da coragem, vive confortável nos seios da vontade, escolha mutua de dois seres.
Universalização dos prazeres.
Amor de verdade é ser entregue e verdadeiro.

frustração

Eu penso nas infinitas formas do acontecer e me frustro pois parece que consigo prever as coisas.

....

Pretérito sujo
Culto imundo
Do incomum inicio
Ao desperto presente
Muda tudo junto
Ora quase nada

......

A inveja demonstra que estás em ascendência!
Sempre irão diminuir-te pela sua luz e graça, não releve o medo dos outros.

Silêncio

O silêncio é amigo do olhar apaixonado
Ecoa em ventos brandos
No pensar do solitário
No parto sem choro

O silêncio é prece
Que antecede o grito
A conversa de pedras
O sossego do amor
Um dia para descansar
O silêncio é um pensamento a zelar

Se estou quieto
Não estou a avoar
O silêncio certo
Me faz amar

quinta-feira, 1 de abril de 2010

De cara

Eu por ser assim, quebro a cara
eu por não ter nada, fico de cara
Estou fora de padrões
Alienado e não rejeitado
puta vida difícil, ser branco, pobre, bonito e sozinho
Eu por ser assim entendo mais da vida, pois cada dor, angustia, alegrias, decepções, realizações e desprezos
Faço dessas merdas mil óculos e lunetas microscópicas da realidade de cantos humanos, previsíveis porém dolorosos.
Ela, gosta de todos
Ela, é boa com todos
Faz do sexo uma bela companhia
Gosta de números
Sempre multiplica suas transas
A soma da puta resulta na labuta

Falo de Perto

Meu estilo é concreto
O meu papo é bem direto
Aprovando o meu verso
Capacidade do intelecto
Falo em rima forte
Arte do hip hop
Se ta tudo ruim, nois explode
O que a ignorância não pode é ter Ibop
Esquema locke
Direto do interior
Te faço um favor
Palavra na cara
Escancaro sem pudor
E não adianta o velho por favor
Sua verdade ta na cara
O seu espelho de medusa
A sua falta de verdade
Sua prepotência cura

(estou terminando essa)

terça-feira, 30 de março de 2010

Legal idealizo

Atitude, conciso
Utópico, mas quase perto
Fico parado pensando
Se tenho o direito de viver
Tenho a plena consciência para escolher
Se quero chapa
Se quero fala
Se quero ama
Ou simplesmente me prejudicar
Mas o bom é que a vida é minha
Sou eu quem escolhe
Discutimos nossas regras
Artigo 1 inciso 3
Continuo fumando sem vocês

“Caralho presidente o povo ta morrendo
Enchendo o cú de cachaça
Essa birita é do capeta
Mata andando e de carro
Ta na boca do povo que nem chupeta”


Espero mais um pouco
Para ver se isso muda
Tortura do escroto
Hipocrisia que afunda
Acenda o seu chá
E bota pra fuma
O back ta bolado
Todos sabem da verdade
Mais claro que um estandarte
A brisa da coragem
Falar que fuma camaradagem.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Eu queria ser o rei da discórdia
Te chamar de bixa
E você de puta safada
Me meter em encrencas
Fazer xixi pela escada

O rei do caos
Arauto das sombras
Como é chato ser careta
Seguir velhas condutas
Ser o pseudo-bonzinho
Isso nada adianta
Pois no fundo do ser
Os pensamentos são outros
No fundo do ser
Está inerte a raiva e o ódio
Sei ferir o seu orgulho
Só para você mostrar esse lado sombrio
Tenho mais gosto disso
Do que escutar a mentira do amor
Palavras belas porem falsas
Palavras frias mais sólidas
Porem mais reais.

E

Algum dia você vai acontecer
Você vai aparecer
Não pense nos louros póstumos
A cada oportunidade de dois passos
Quem disse que é impossível?
Com certeza alguma convenção animal
Sem duvida o adestramento de massas
Dizem que os sonhadores são loucos
Sem loucura o homem não voaria
Nem deixaria pegadas na Lua
Nem telefone na palma da mão
Sem sonhadores o mundo seria em vão

Então fique tranqüilo e continue
Pois alguma dia você vai acontecer
Você vai aparecer

Despreze com a mais aguda crença
Quem diz que o seu sonho não é
E seja o degustador do saber
Pois o sonho só termina ao amanhecer

Bata no peito a coragem de viver
Proclame coisas boas
Tenha a postura do ser
Esteja sintonizado nas novas

Então fique tranqüilo e continue
Pois alguma dia você vai acontecer
Você vai aparecer

é só lamento.

Posso te dar adeus
Um beijo no ar
Viver sem o que é meu
Mas não vivo sem o teu olhar
Ele me diz tudo
Lê a minha alma
Mesmo quando estou calado
Transmite seu amor ao meu lado
O seu toque cura
Te tocar era com ternura
Agora sinto frio e amargura
Sem abraços vou pra rua
Procurar alguém que ouça
Que compreenda o meu lamento
Terei que pagar
Para não parar
No fundo de um bar
Bêbado e caído
Sem lar

Será que ainda terei beijos teus?

Letra

Como é bom falar com você
ficar com você
sentir você
momentos juntos
de risada
de brisa boa
Despertar minha mente
ser minha dama
moderado e não demente
Querida dama acorde na chama
Quero cana quero kaia
Quero bis
momentos de amigos
ser verde e não preciso
você vê que não preciso
de tolices
de lamentos
pois na paz da minha escolha
vivo no pleno direito de minha vontade
o meu augusto livre arbítrio
não sentirei culpa de antigas leis
vou viver e espero isso de vocês
Protesto
pelo resto
luto no escuro
legalizo
minha decisão
não peço perdão
nem autorização
e não esqueço a satisfação
de ser pleno cidadão
nas ruas da vida
escolhi esse meu domingo
de exigir da vida o meu destino
de escolher os meus amores
e não me esconder na hipocrisia
que cria
e afunila
mentes em vão
que não seguem nenhuma canção.

ATUALIZAÇÃO SEMANAL

ATUALIZAÇÃO AGORA SERÁ SEMA ANAL, OU SEMANAL.