quinta-feira, 26 de maio de 2011

quem viciou?

a puta amargura do acaso
para no ponto do vicio
não vê o caminho
e cai no precipício
profeta do descaso
portador do falso principio
se perdeu
se fudeu
e quem te deu a mão?
foi amigo teu
ou a dó que te prometeu
nem é meu esse verso
nem dor minha esse processo

Nenhum comentário:

Postar um comentário